Ir para conteúdo principal Ir para o bloco de navegação

Evento no TRT-2 promove troca de experiências sobre ações para o combate à corrupção

Evento no TRT-2 promove troca de experiências sobre ações para o combate à corrupção

Terminou, na tarde de sexta-feira (18), o IV Fórum de Boas Práticas de Auditoria e Controle Interno do Poder Judiciário, realizado no auditório do Fórum Ruy Barbosa, do TRT da 2ª Região. Durante três dias, representantes dessas áreas dos tribunais, do Ministério Público e dos órgãos de controle externo tiveram a oportunidade de assistir a 19 palestras a respeito do assunto e partilhar experiências.

20180517 destaque interno marcio

Um dos temas abordados no segundo dia de curso foi “Integridade e Ética no setor público”, sob exposição de Márcio Aurélio Sobral (foto acima), da Controladoria Geral da União (CGU). Segundo ele, a percepção de corrupção no Brasil é alta, entre outros fatores, porque a parceria entre os órgãos facilita a identificação de casos e porque a divulgação desses atos também aumentou.

Sobral citou ainda pontos importantes da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção e apresentou ações adotadas pela CGU para a prevenção do problema. Entre esses itens, destacou a transparência pública e o acesso à informação; a responsabilização civil e administrativa de pessoa jurídica por atos de corrupção; a Lei de Conflito de Interesses (Lei 12.813/2013); o fomento ao controle e à participação social e a educação cidadã; e a integridade pública e privada.

Além disso, Sobral reforçou a importância da prevenção, da detecção e da remediação no desenvolvimento de um programa de integridade. Às organizações, recomendou a criação de uma unidade de gestão da integração e orientou: conheçam suas fragilidades; incentivem comportamentos corretos; e promovam a segurança dos processos decisórios. “Esses programas de integridade são o primeiro passo para as organizações combaterem a corrupção”, disse.

Troca de experiências

O encerramento do Fórum ficou a cargo do secretário de Controle Interno do CNJ, Salatiel Gomes dos Santos (foto abaixo), que teceu algumas considerações a respeito do andamento do estatuto da auditoria, do sistema Auditar, das ações coordenadas de auditoria, entre outras questões. Segundo ele, o Fórum de Boas Práticas de Auditoria e Controle Interno é um extraordinário movimento dos talentos das áreas de auditoria e controle interno dos tribunais e conselhos em busca de experiências.

20180516 IV Forum de Boas Práticas Destaque 3 CópiaA troca de experiências garante ao auditor o conhecimento necessário para emitir opinião e conclusões a respeito de operação, função, projeto, processo, sistema, gerenciamento de riscos, controles internos administrativos etc. A opinião e a conclusão do auditor têm por objetivo assegurar se as operações atendem às diretrizes da governança, deixando o ordenador de despesas tranquilo em relação à eficiência e à eficácia na aplicação dos recursos públicos”, afirmou Salatiel.

O IV Fórum de Boas Práticas de Auditoria e Controle Interno do Poder Judiciário é uma realização do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-2), por meio da Escola Judicial do TRT-2 (Ejud-2), do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) e do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo (TJMSP). A edição 2019 do evento será realizada em Belo Horizonte (MG).

Confira, abaixo, o álbum de fotos de todas as palestras realizadas durante o IV Fórum, entre os dias 16 e 18 de maio, no TRT da 2ª Região.

camera icon 1(Clique no ícone acima para acessar o álbum de fotos)

 

Texto: Agnes Augusto; Fotos: Allan Lustosa – Secom/TRT-2