Ir para conteúdo principal Ir para o bloco de navegação

Semana de combate ao tráfico de pessoas tem início no próximo dia 30

O Ministério da Justiça realiza, entre os dias 30 de julho e 4 de agosto, a 5ª Semana nacional de mobilização para o enfrentamento ao tráfico de pessoas. Trata-se de uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU), que acontece em vários países do mundo para combater o comércio de seres humanos.

Batizada como "Coração Azul", a campanha visa despertar a solidariedade com as vítimas e encorajar a sociedade a participar do enfrentamento ao tráfico de pessoas. No Brasil, o dia 30 de julho foi instituído como o Dia Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, de acordo com a Lei nº 13.344/2016.

Abertura

Em São Paulo, será no Pátio do Colégio, centro da capital, das 9h às 12h. Promovida pelo Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, a Semana de Combate tem como objetivo unir juristas, acadêmicos, organizações da sociedade civil, empresas e governo para conscientizar sobre o tráfico de pessoas e a escravidão moderna, incentivando mudanças no Brasil.

Além do TRT da 2ª Região, que comparecerá na pessoa de seu presidente, o desembargador Wilson Fernandes, também marcarão presença no evento representantes da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) e Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra-2), da Polícia Militar Rodoviária, do Centro de Apoio e Pastoral do Imigrante (Cami) e de outros órgãos e associações. Haverá estandes com especialistas para explicações ao público e distribuição de folhetos em vários idiomas.

Denuncie

O tráfico de pessoas é crime. Ele acontece quando um ser humano é levado a uma situação de exploração, mesmo que, de início, tenha concordado. O tráfico humano pode ter várias finalidades, como exploração sexual, trabalho equivalente ao de escravo, remoção de órgãos humanos e adoção ilegal.

Para ampliar o conhecimento da sociedade a respeito do assunto, a Campanha Coração Azul promove seminários, rodas de diálogos e blitz educativas, além da distribuição de material informativo. Também, prédios públicos e privados serão iluminados na cor azul durante a Semana de Mobilização.

Denúncias sobre o tráfico de pessoas podem ser feitas através dos números de telefone 100 e 180.